Tudo que você precisa saber para fazer um currículo impecável

Encontrar um novo emprego é sempre uma experiência difícil. Independentemente do caso, é preciso paciência, confiança e muita força de vontade para atingir o objetivo almejado. Nesse processo, algo é fundamental: um bom currículo.

Saber como fazer um currículo apresentável é importante não somente para que suas habilidades fiquem visíveis, mas também para que a empresa perceba sua aptidão em relação à vaga oferecida.

Assim sendo, confira a seguir as melhores dicas para elaborar um currículo certeiro, capaz de mostrar o que você tem de melhor e te dar maiores chances de êxito.

1 – Objetividade

Coloque-se no lugar de quem te entrevista. Essa pessoa provavelmente está analisando não somente o seu, mas também dezenas e dezenas de currículos das mais diferentes pessoas. Sendo assim, o primeiro critério que este examinador vai usar para fazer sua análise é o da eliminação. De imediato, ele vai eliminar todos os candidatos que não apresentarem compatibilidade com o perfil da empresa e a vaga em questão.

Por isso, um bom currículo é aquele que vai direto ao ponto, não perdendo tempo com informações inúteis ou que dificultem a compreensão do examinador. Procure trabalhar com tópicos, apresentando suas informações pessoais, bem como experiências anteriores, cursos realizados, entre outros, de maneira clara, sempre de acordo com seu objetivo profissional. 

Além disso, lembre-se de que o seu objetivo é fazer com que o examinador goste de você e te considere um profissional adequado para o cargo oferecido. Submetê-lo a uma leitura extensa de um currículo não vai ajudar nesse ponto, e vai servir somente para deixa-lo cansado.

2 – O que colocar

Informe a respeito de suas experiências profissionais anteriores, com o nome das empresas, o período em que trabalhou em cada uma e sua função nos respectivos cargos, bem como seus dados acadêmicos, informando escolas, cursos superiores, especializações, tempo de duração de cada curso, entre outros.

Neste aspecto, não confunda informações pessoais com exposição desnecessária da sua vida pessoal. Neste campo, você deve informar o básico, como histórico profissional, nome completo, idade, estado civil, endereço, cidade e contatos que podem ser telefone celular ou residencial e e-mail. 

3 – O que não colocar

Nunca é bom colocar informações em excesso. Escrever sobre cursos que começou e não concluiu, tentar explicar os motivos da saída dos trabalhos anteriores e passar informações que nada tem a ver com o seu perfil profissional, são exemplos de coisas desnecessárias.

Caso você esteja em busca de sua primeira experiência profissional, opte por deixar isso claro no objetivo profissional e não se preocupe em apresentar um currículo pequeno. O empregador vai entender a sua situação e se ele estiver em busca de alguém novo, com oportunidades de crescer dentro da empresa, certamente não verá problemas na falta de experiência.

Nada melhor do que ter bom senso na hora de elaborar um documento em que você se apresenta para um possível empregador. Lembre-se: o que as empresas querem é alguém compatível com a vaga apresentada. Neste caso, de nada adianta mentir no currículo, pois a incompatibilidade será identificada na entrevista ou, na pior das hipóteses, nos primeiros dias de trabalho.

Sendo assim, procure sempre ir atrás das vagas que se encaixam no seu perfil. Valorize-se. Seja sincero no currículo e vá com confiança. Vai dar tudo certo.

Quer saber mais sobre como se colocar no mercado de trabalho? Assine nossa newsletter. 

Coach Luiz Porto

Coach Luiz Porto Autor

Graduado em Administração de Empresas, Pós Graduado em Gestão de Pessoas e Mestre em Comportamento Humano. Formado como Coach na SLAC (Sociedade Latino Americana de Coaching). Atua em Coaching e Gestão de Pessoas há mais de 10 anos e tem passagens por diversas empresas nacionais e multinacionais.

Deixe uma resposta