Procrastinação produtiva: como começar agora

Provavelmente você nunca ouviu falar que procrastinação e produtividade são conceitos que podem caminhar juntos, não é mesmo? Inclusive já te ajudamos com algumas dicas sobre como vencer a procrastinação, mas, acredite, é possível ser produtivo até mesmo quando você está dando um tempo no trabalho, ou estudos! Como isso é possível? Existem algumas atitudes que você pode tomar nesses momentos, e nós podemos te ajudar nessa tarefa! Confira como adotar a procrastinação produtiva em seu dia a dia:

\r\n

Afinal, o que é a procrastinação produtiva?

\r\n

O conceito de procrastinação produtiva refere–se àqueles momentos, entre uma tarefa e outra, que você pode aproveitar para realizar algumas pendências do seu dia a dia, sem necessariamente achar que está trabalhando. Isso também serve para quem está por conta de estudar, afinal é preciso conciliar projetos pessoais, atividades domésticas e outras obrigações com as outras atividades rotineiras. Ou seja, basicamente é uma forma de aproveitar melhor seu tempo, seja no trabalho ou em casa, até mesmo quando não se quer pensar muito, para relaxar a mente.

\r\n

Estratégias para produzir mesmo quando se procrastina

\r\n

Como colocar a procrastinação produtiva em prática? Veja estas dicas:

\r\n

1. Faça uma lista de tarefas pendentes

\r\n

Cansou de trabalhar? Não consegue mais se concentrar? Que tal tomar alguns minutos para não realizar mais essas tarefas e simplesmente se organizar? Uma maneira eficiente de colocar suas atividades em ordem é aproveitar esse intervalo entre uma tarefa e outra para verificar quais são suas pendências do dia, o que já foi feito e o que ainda se encontra pendente. De certa forma, isso vai ajudar muito quando você voltar à rotina de trabalho e alcançar suas metas, já que terá uma lista com tudo aquilo que deverá ser realizado ao longo do dia.

\r\n

2. Intercale tarefas chatas com aquelas que te dão prazer

\r\n

Sim, isso é possível! Já percebeu que até mesmo no trabalho existem tarefas chatas e outras mais prazerosas? Em vez de concentrar todas as atividades mais chatas em um mesmo turno do trabalho, o que causa muita frustração e falta de concentração, que tal intercalar essas tarefas com outras mais prazerosas? Essa é uma maneira de “recompensar” cada atividade mais entediante com uma outra que te dá um retorno maior.

\r\n

3. Aproveite para fazer atividades mais mecânicas

\r\n

Naqueles momentos de procrastinação, você também pode aproveitar para colocar em dia as tarefas mais mecânicas, que demandam pouca atenção e foco. Por exemplo, para quem trabalha de casa, é possível intercalar uma atividade e outra de trabalho com alguns minutos de tarefas domésticas. No trabalho, você pode aproveitar para organizar suas pastas e mesa, ou até mesmo deletar aqueles arquivos que estão poluindo a área de trabalho de seu computador.

\r\n

4. Separe tarefas longas e curtas

\r\n

Essa é outra forma de se manter motivado. Entre uma e outra atividade mais longa, você pode inserir pequenas atividades mais curtas, que demandam menos tempo para ser realizada, como responder e-mails e retornar ligações. Esses são momentos de “alívio” em uma rotina mais pesada de trabalho, de forma a procrastinar produtivamente.

\r\n

5. Leia!

\r\n

Não aguenta mais trabalhar, está sem foco e concentração? Que tal tomar alguns minutos para ler artigos e notícias? Essa é uma forma de se atualizar, especialmente quando se lê algo de sua área de trabalho, e então se distrair produtivamente. Posteriormente, basta voltar à rotina normal de trabalho e continuar sua produtividade para alcançar a vaga dos sonhos ou aquela promoção!

\r\n

E você, tem alguma experiência pessoal de procrastinação produtiva? Compartilhe com a gente aqui nos comentários! Participe!

Coach Luiz Porto

Coach Luiz Porto Autor

Graduado em Administração de Empresas, Pós Graduado em Gestão de Pessoas e Mestre em Comportamento Humano. Formado como Coach na SLAC (Sociedade Latino Americana de Coaching). Atua em Coaching e Gestão de Pessoas há mais de 10 anos e tem passagens por diversas empresas nacionais e multinacionais.

Deixe uma resposta