Como tomar decisões mais inteligentes

É fato que a indecisão afeta muitas pessoas na hora de tomar qualquer decisão, e se engana quem pensa que essa dificuldade em se decidir é apenas com coisas mais importantes. Essa indecisão vai desde a escolha do sabor de um suco a mudanças na vida universitária ou na carreira de trabalho.

\r\n

É claro que algumas decisões são realmente difíceis de serem tomadas, mas as coisas não irão se resolver sozinhas, é preciso se decidir. Muitas vezes não fazer absolutamente nada pode ser uma decisão, entretanto ela deve ser consciente, tomada com frieza, analisando e identificando os prós e os contras, explorando ao máximo as opções em questão.

\r\n

Identifique o que precisa decidir

\r\n

O primeiro passo para tomar uma decisão concisa é identificar e anotar em um papel, o que você precisa decidir, qual a decisão que você precisar tomar, a partir disso qual é o resultado que precisa obter com essa decisão. É importante deixar a sua dúvida de forma clara e concisa.

\r\n

Faça uma pesquisa

\r\n

A partir das informações reunidas, você deve observar todas os benefícios e os prejuízos que a sua decisão pode trazer, isso te ajuda a harmonizar suas decisões comas suas motivações. Por isso é essencial não tornar decisões repentinas, mesmo que ela precisa ser tomada de forma rápida, pois ao fazer isso você estará tomando uma decisão emocional, que pode estar sendo movida pelo amor e pela raiva.

\r\n

Pense no futuro

\r\n

É evidente que as decisões que tomamos no presente impactam de alguma forma nosso futuro, seja ele daqui a um mês ou daqui a três anos. Dessa maneira é importante imaginar os resultados esperados ajudando a identificar os possíveis pontos fracos do seu projeto.

\r\n

Reconheça os pontos cegos

\r\n

Para conseguir visualizar os problemas da decisão que precisa tomar, você deve constatar os pontos cegos, ou seja, o que está faltando para que você se decida. Esse processo te ajuda a tirar as ideias do papel.

\r\n

Estabeleça critérios

\r\n

Para tomar uma decisão mais inteligente que permita que pessoas ao seu redor compreendam a sua decisão, é necessário se perguntar se a sua decisão está de acordo com o que realmente importa para você, se está alinhada com seus valores pessoais construídos ao longo dos anos. Em segundo lugar analise se a decisão é acessível e vale ser implementada na prática.

\r\n

Ao estabelecer critérios, você compreende melhor quais são os fatores que tomaram a sua decisão.

\r\n

Considere as opções e perspectivas diferentes

\r\n

Nunca existe apenas uma opção para nada no mundo se você está considerando que apenas alguma coisa está errada. Nesse caso é interessante falar com pessoas que você tem confiança e admira porque elas podem trazer perspectivas e pontos de vista diferentes.          

\r\n

Tome a sua decisão e faça um follow-up

\r\n

Após você ter analisado os pontos positivos e negativos e observado perspectivas diferentes é necessário optar por um caminho, se a sua decisão for muito importante é normal sentir medo e um frio na barriga, mas se você está firme de que está é a decisão correta e que ela foi pensando com plena consciência, com frieza e com sinceridade consigo mesmo, siga em frente.

\r\n

Entretanto após algum tempo é interessante refletir sobre isso, entender se as coisas estão indo como você esperava e avaliar as coisas boas e o que pode ser melhorado.

Coach Luiz Porto

Coach Luiz Porto Autor

Graduado em Administração de Empresas, Pós Graduado em Gestão de Pessoas e Mestre em Comportamento Humano. Formado como Coach na SLAC (Sociedade Latino Americana de Coaching). Atua em Coaching e Gestão de Pessoas há mais de 10 anos e tem passagens por diversas empresas nacionais e multinacionais.

Deixe uma resposta