5 conselhos para se sair bem em uma dinâmica de grupo

Se participar de uma simples entrevista de emprego já causa certa ansiedade, então, realizar uma dinâmica de grupo pode parecer algo assustador. Não é para menos, afinal, participar de atividades, disputar a atenção do recrutador e se autopromover realmente não é algo tão simples.

No entanto, para lhe mostrar que essas dinâmicas não são nenhum bicho-de-7-cabeças e podem sim ser tranquilas, separamos 5 conselhos úteis e simples para que você se saia bem nessa situação.

Quer saber quais conselhos são esses? Então continue a leitura e acompanhe!

1. Aja naturalmente

Quando saímos da nossa zona de conforto, é comum querer assumir um personagem para nos sentirmos mais seguros. Isso, no entanto, não é uma prática recomendada ao realizar uma dinâmica de grupo. Até porque, não há como saber o perfil que a empresa está buscando durante o recrutamento, não é mesmo?

Se a empresa procura uma pessoa extrovertida e dinâmica, e você se comporta como uma pessoa quieta e introspectiva – mesmo não sendo – você pode estar perdendo a oportunidade de ser contratado por não ser quem você é! Além disso, se você for contratado por parecer introspectivo, mas não for, provavelmente terá dificuldades em se adequar à vaga posteriormente.

2. Faça autopromoção com moderação

É importante ter em mente que você deve sim tentar se destacar dentre os demais na dinâmica, mas procure fazer isso dentro dos limites do aceitável. Você provavelmente não gostaria de passar a impressão de ser arrogante ou bajulador aos recrutadores, não é verdade?!

Portanto, não seja aquela pessoa exibicionista que fala sem parar, sempre um tom mais alto, ou que fala por todos no ambiente. Espere sua vez de se expressar e, quando o fizer, faça com confiança. Isso será o suficiente para que os recrutadores possam lhe avaliar positivamente.

3. Participe das atividades propostas

A forma como você será avaliado nessa etapa do recrutamento é por meio das atividades em grupo. Por isso, mesmo que você seja uma pessoa tímida e reservada, faça um esforço e participe de tudo. Todos os outros candidatos estão no mesmo “barco” que você, então não se sinta envergonhado.

Preocupe-se somente em realizar as atividades do melhor modo, demonstre seus conhecimentos e habilidades e seja gentil e prestativo com seus concorrentes. Afinal, suas habilidades de socialização também estarão sendo avaliadas.

4. Estude a empresa antecipadamente

Algo que também conta pontos durante as dinâmicas é conhecer a empresa em que você quer ingressar. Por isso, pesquise e procure saber qual o objetivo da organização, seus projetos recentes, sua história ou se eles possuem site ou conta em redes sociais.

Até porque, mostrar conhecimento sobre a empresa, por menor que seja, demonstra que você está genuinamente interessado em fazer parte da equipe.

5. Encare a dinâmica de grupo como uma experiência positiva

A dinâmica de grupo terminou e você foi para casa sentindo que não deu o melhor de si? Não se preocupe com isso, o foco das dinâmicas não é o resultado em cada atividade, mas sim analisar o seu comportamento para com o recrutador e os concorrentes. Portanto, se você foi verdadeiro durante o processo, fique tranquilo.

Até porque, se seu perfil não se encaixou para aquela vaga específica, isso não significa que você não é competente. Seu perfil pode muito bem se encaixar em outras vagas dessa mesma empresa ou para essa mesma vaga em outras empresas. Tudo depende do padrão de cada organização e dos critérios de cada recrutador. Por isso, encare a dinâmica de grupo sempre como uma experiência positiva.

E agora, se sente mais seguro para passar por uma dinâmica de grupo com os conselhos que demos? Deixe seu comentário aqui para a gente!

Coach Luiz Porto

Coach Luiz Porto Autor

Graduado em Administração de Empresas, Pós Graduado em Gestão de Pessoas e Mestre em Comportamento Humano. Formado como Coach na SLAC (Sociedade Latino Americana de Coaching). Atua em Coaching e Gestão de Pessoas há mais de 10 anos e tem passagens por diversas empresas nacionais e multinacionais.

Deixe uma resposta